Atribuições da Enfermagem

ATRIBUIÇÕES DO ENFERMEIRO COORDENADOR

Participar da elaboração de normas, rotinas e procedimentos do setor;
Realizar planejamento estratégico de enfermagem;
Participar de reuniões quando solicitado e promover reuniões com a equipe de trabalho;
Executar rotinas e procedimentos pertinentes à sua função;
Realizar avaliação de desempenho da equipe, conforme norma da instituição;
Prever e prover o setor de materiais e equipamentos;
Orientar, supervisionar e avaliar o uso adequado de materiais e equipamentos, garantindo o correto uso dos mesmos;
Cumprir e fazer cumprir as normas estabelecidas pelo setor de CCIH a todos que ingressem no C.C.;
Participar de reuniões e comissões de integração com equipes multidisciplinares, tais como: almoxarifado, compras, farmácia e etc;
Realizar parecer técnico, relacionado a compra de materiais;
Verificar o agendamento de cirurgias em mapas específicos e orientar a montagem das salas;
Conhecer a autorização da atualização da Vigilância Sanitária quanto a o Alvará de Funcionamento do Estabelecimento assistencial de Saúde (EAS) e do CC;
Avaliar o desempenho da equipe de enfermagem, junto aos enfermeiros assistenciais;
Avaliar continuamente o relacionamento interpessoal entre a equipe de enfermagem;
Prover educação continuada;
Zelar pelas condições ambientais de segurança, visando ao bem- estar do paciente e da equipe interdisciplinar;
Verificar a presença dos funcionários no setor, conferindo faltas, atrasos, licenças, realocando-os;
Notificar possíveis ocorrências adversas ao paciente, e também intercorrências administrativas, propondo soluções;
Atuar e coordenar atendimentos em situações de emergência;
Propor medidas e meios que visem à prevenção de complicações no ato anestésico- cirúrgico;
Elaborar escalas mensais e diárias de atividades dos funcionários (férias);
Elaborar escala de conferência de equipamentos e supervisionar o cumprimento;
Supervisionar e orientar o correto preenchimento do débito dos serviços de enfermagem, utilizando impresso próprio da instituição;
Zelar para que todos os impressos referentes à assistência do paciente no CC sejam corretamente preenchidos;
Supervisionar o serviço de limpeza;
Atuar junto ao chefe de equipe de anestesia e cirurgia na liberação das salas;
Participar do planejamento de reformas e /ou construção da planta física do setor;
Providenciar a manutenção de equipamentos junto aos setores competentes.

ATRIBUIÇÕES DO ENFERMEIRO ASSISTENCIAL

Realizar plano de cuidados de enfermagem e supervisionar a continuidade da assistência prestada aos pacientes cirúrgicos;
Prever e prover o CC de recursos humanos e materiais necessários ao atendimento em Sala de Operações (SO);
Supervisionar as ações dos profissionais da equipe de enfermagem;
Checar a programação cirúrgica previamente;
Solicitar e verificar o mapa de sangue, para a realização das cirurgias;
Realizar escala diária de atividades dos funcionários;
Conferir o material permanente e psicotrópicos do setor;
Orientar a desmontagem da sala cirúrgica e o encaminhamento de materiais especiais;
Priorizar o atendimento aos pacientes dependendo do grau de complexidade clínico e cirúrgico;
Checar materiais e equipamentos necessários ao ato cirúrgico;
Manter ambiente cirúrgico seguro tanto para o paciente quanto para a equipe multiprofissional;
Recepcionar o paciente no CC, certificando-se do correto preenchimento dos impressos próprios do CC, prontuário, pulseira de identificação e exames pertinentes ao ato cirúrgico;
Acompanhar o paciente à SO;
Auxiliar na transferência do paciente da maca para a mesa cirúrgica, certificando-se do correto posicionamento de catéteres, sondas e drenos;
Realizar inspeção física no paciente na entrada da sala de operações;
Avaliar o correto posicionamento do paciente para o ato anestésico-cirúrgico;
Colaborar no ato anestésico caso haja necessidade;
Realizar sondagem vesical, caso haja necessidade;
Checar resultados de exames laboratoriais realizados no transoperatório;
Auxiliar na transferência do paciente da mesa cirúrgica para maca realizando breve inspeção física para detectar possíveis eventos adversos e certificando-se do correto posicionamento de cateteres, sondas e drenos;
Informar as condições clínicas para o enfermeiro da Unidade Intermediária (UI) e / ou Centro de Terapia Intensiva (CTI), acompanhando o paciente sempre que possível;
Atuar junto ao chefe de equipe de anestesia e cirurgia na liberação das salas;
Providenciar a arrecadação dos pertences dos pacientes e anotar em livro próprio.
Supervisionar o serviço de limpeza;
Providenciar a manutenção de equipamentos junto aos setores competentes;
Realizar relato em livro de ordens e ocorrências.

ATRIBUIÇÕES DOS AUXILIARES E TÉCNICOS DE ENFERMAGEM

Cumprir normas e regulamentos da instituição;
Ter como norma o Código de Ética Profissional do COREN;
Receber o paciente no CC;
Participar de reuniões com seus líderes quando solicitado;
Participar de treinamentos e programas de desenvolvimento oferecidos;
Manter a ordem e a limpeza no seu ambiente de trabalho;
Zelar pelas condições ambientais de segurança do paciente, da equipe multiprofissional;
Zelar pelo correto manuseio de equipamentos;
Estar ciente das cirurgias marcadas para a sala de sua responsabilidade;
Priorizar os procedimentos de maior complexidade, conforme orientação do enfermeiro;
Prover a SO com material e equipamentos adequados, de acordo com cada tipo de cirurgia e as necessidades individuais do paciente, descritas no planejamento de assistência realizado pelo enfermeiro assistencial do CC;
Remover sujidades dos equipamentos expostos e das superfícies, levando em consideração as orientações do setor de controle de infecção da instituição;
Verificar a limpeza de paredes e do piso da SO;
Verificar o funcionamento dos gases e equipamentos;
Verificar o funcionamento da iluminação da SO;
Tomar providências para a manutenção da temperatura adequada da sala;
Auxiliar na transferência do paciente da maca para a mesa cirúrgica, certificando-se do correto posicionamento de cateteres, sondas e drenos;
Auxiliar no correto posicionamento para o ato cirúrgico;
Notificar o enfermeiro responsável sobre possíveis intercorrências;
Utilizar corretamente equipamentos, materiais permanentes, descartáveis e roupas;
Auxiliar o anestesiologista na indução/reversão do procedimento anestésico;
Preencher corretamente todos os impressos pertinentes ao prontuário do paciente e a instituição;
Comunicar ao enfermeiro defeitos em equipamentos e materiais;
Controlar materiais, compressas e gases como fator de segurança para o paciente;
Auxiliar na paramentação da equipe cirúrgica;
Abrir os materiais estéreis dentro de técnicas assépticas;
Solicitar a presença do enfermeiro sempre que necessário;
Encaminhar peças exames e outros pedidos realizados no transcorrer da cirurgia;
Auxiliar na transferência do paciente da mesa cirúrgica para a maca, certificando-se do correto posicionamento de cateteres, sondas e drenos;
Realizar a desmontagem da SO.

Continue lendo...